...E um pouco por mim, numa tentativa (quem sabe vã) de aliviar o sufoco que sinto por te amar.

17
Dez 09

E a nossa história também.


Deixas-me sem palavras ao ver que destróis tudo em teu redor...

Deixar de te amar? Talvez nunca a 100% mas acredita que o sentimento que me unia a ti está mais fraco a cada dia.

De nada vale desperdiçar energias a pensar em ti quando tu nem para trás olhas... não mereces este amor e a distância que nos volta a marcar ajuda a que tudo passe. "Longe da vista, longe do coração", não é assim que dizem? Assim continuará a ser...


Ficam a dureza das tuas palavras e a saudade de quem já foste... não a saudade de quem és hoje. Nunca me vou esquecer do que disseste à S. sobre mim e que não a querias a andar junto comigo... mas pensa lá bem qual de nós os dois é pior!

Também não te vou esquecer, vou apenas continuar a deixar (cada vez mais) de me lembrar de ti...


Este blog fica por aqui, porque tal como o meu amor por ti... não vale apena continuar.

Tudo tem um princípio, um meio e um fim... o nosso chegou.



Sê feliz com o teu filho e a mãe dele...

publicado por Porque te amo... às 14:27
sinto-me...: Com pena de ti
música: Breathe Slow

08
Set 09

Pela segunda vez, magoas uma mulher que te ama verdadeiramente... oxalá te sintas pior!

 

Ela amava-te sem ser louca, sem te pedir mais do que te ergueres e recomeçares a tua vida... e pedia-te somente que a amasses de volta. Foi muito?!

 

"Eu quando gosto de alguém tenho paciência para aturar tudo e mais alguma coisa." Foi com esta frase que me fizeste acreditar que serias tu a pessoa que ia realizar os sonhos dela... para quê? Para quê estas palavras???

Porra para ti mais à tua mestria de magoar as pessoas que te amam! Sim, porque também eu estou magoada com esta situação. E tu sabe-lo muito bem... bem demais até.

 

Não tinhas o direito... mas olha que a tua factura está a caminho!

Se querias vingança... é melhor nem ir por aí, senão sinto-me capaz de te matar... pela primeira vez desde há muito sinto-te raiva e gostava de te conseguir tirar de dentro de mim assim, mas não consigo. Sinto raiva por ti e por mim! Raios te partam!

 

Já olhaste bem para ti? Já viste a idade com que estás para estares nessa impassividade? Luta! Levanta-te dessa merda onde te puseste!

Dava tudo para estar frente-a-frente contigo neste preciso momento... para ouvires tudo o que tenho para gritar contigo e responderes (se bem que duvido que fosses capaz). Provavelmente ia sair daí pior que tu, mas isso pouco me interessava!

 

Hoje não és o meu anjo. Hoje és o demónio que magoou a minha melhor amiga, que a fez sentir-se a pior pessoa do mundo ontem à noite e que a fez chorar como eu choro agora... por ti, por ela, pelo nós que já não existe há muito... e por mesmo assim ainda te amarmos.

Estúpido tu, por não teres percebido a sorte que tens...

 

 

Até um dia destes, seu idiota...

publicado por Porque te amo... às 12:05
sinto-me...: triste,magoada,desiludida
música: Straight from the heart

09
Ago 09

"6 de Agosto de 1997

(...) Fui fazer o teste de gravidez ontem e o resultado foi o que eu esperava: positivo.

(...) ela disse que ia comigo fazer o aborto, uma vez que o ... se negou a isso. No meio disto, a pessoa que mais me devia apoiar (o meu namorado) é quem me desapoia mais e me ajuda menos... é estúpido, não é? (...)"


Estúpida fui eu por não conseguir compreender o porquê de não me apoiares, o porquê de teres fugido e apanhado tantas bebedeiras nesses dias seguintes, misturadas com não sei quantas ganzas...

Se soubesses o quanto dói hoje, o quanto gostava de voltar atrás 12 anos na minha vida. A tua ausência dói por demais, anjo... dói a cada minuto, a cada memória, a cada tristeza que a tua namorada me conta que lhe fizeste. Dói e vai doer sempre, eu sei que sim.

Volto a chorar pelo filho/a que ambos perdemos, ao qual eu cobardemente voltei as costas e não mais quis saber... sem sonhar até hoje o quanto te magoei ao fazê-lo.

Nunca se esquece um aborto, quer se tenha concordado com ele ou não. Simplesmente não se esquece. Faz hoje 12 anos que tudo aconteceu, 3 dias depois de saber que estava grávida...

E nestes dias ainda menos consigo esquecer... não, os anos não ajudaram a esquecer. Os anos ajudaram apenas a que me lembrasse cada vez mais da merda que fiz.

Dava tudo por um abraço agora, pelo teu abraço e nada mais.

Amo-te, até que a morte me separe definitivamente de ti... ou me traga de novo a ti.

Eternos beijos, meu amor... e desculpa, mais uma vez. Não perdoes, mas desculpa...

publicado por Porque te amo... às 12:05
sinto-me...: Um nojo
música: Angel (Sarah McLachlan)

23
Jul 09

 

 

 

Dizes que não és capaz de sentir nada e eu não tinha porque te contradizer. Afinal, também eu estou desprovida de sentimentos que não sejam por ti...

 

No entanto... se assim é...

Porque me fizeste sentir que sentias exactamente o mesmo que eu naqueles momentos? Porque carregaste todas as tuas palavras com sentimentos, nas conversas que tivemos e nas músicas que tu "inocentemente" me passaste?
Não digas que não sentiste, o teu corpo não deixou esconder e muito menos o teu olhar. Podias não querer e negá-lo, mas há coisas que são impossíveis de esconder! É mais ou menos o que acontece quando me tento esconder de ti com um sorriso...

O que andas a fazer com a S.? Se te apaixonaste como afirmaste, então porque a magoas? Não posso dizer o que sinto, mas para mim a verdade é outra... oxalá eu esteja enganada...

Não te escondas nem te tentes defender atrás da solidão em que te pões. Diz logo o que queres ou não queres, antes que pensem que até te estás a divertir com tudo isto...

 

 

 

Beijo de que te ama

publicado por Porque te amo... às 11:52
sinto-me...: C/certezas confusas
música: Stuck on you

15
Mai 09

"... :

 

Eu sei que te fiz muitas coisas que te magoaram, só depois de acabares comigo é que eu me apercebi das coisas, da maneira que te tratava, das traições, tudo. Eu não te peço desculpa, porque isso já fiz muitas vezes e desta não tenho perdão.

Espero que tenha corrido tudo bem em relação ao aborto, acredita que eu gostava muito de ter estado contigo ao teu lado para te apoiar.

A aliança vai junta com a carta, podes fazer o que quiseres dela, mas gostava muito que a guardasses contigo.

A minha aliança não vai sair do dedo, como eu não posso ter para mim, pelo menos posso imaginar isso.

Eu só vou pedir uma única coisa, peço-te que me deixes ter uma conversa contigo, não eu não peço, eu imploro-te.

No caso de não aceitares quero que saibas que não consigo viver sem ti e que foste e és a única rapariga que amei e continuarei a amar em toda a minha vida.

 

Espero que aceites estes míseros beijos deste anormal que te ama muito.

 

      Amo-te"


 

Eu não quero, mas as lágrimas escorrem-me pela cara ao re-ler estas palavras tuas... estão todas guardadas numa caixa que chamo de "caixinha das memórias".

Tudo o que escrevi foi uma cópia integral de folhas rasgadas de um caderno que usavas para escrever tudo e mais alguma coisa... não retirei um único ponto, parágrafo ou vírgula... apenas o meu nome e o teu.

 

Como sabes, guardei a minha aliança até aos dias de hoje. Olho-a diversas vezes com o mesmo carinho e amor de sempre...

Onde deixaste todo este amor? Como fizeste para te separar dele?

Não consigo ter essa força, se assim lhe pudermos chamar... amo-te ainda por demais...

 

Porque continuamos a querer tanto quem não podemos ter?

Porra de lágrimas teimosas...

publicado por Porque te amo... às 21:27
sinto-me...: a morrer aos poucos...
música: Dead & Gone

12
Mai 09

... dias como este, que nunca deviam ter existido.

 

14 anos que não deixam passar, não deixam esquecer, não diminuem a dor, não apagam nem um único e maldito segundo.

Imagens, sentimentos, cheiros, lágrimas, raiva, um dia que não consigo esquecer, memórias estúpidas que fazem parecer que tudo acabou de acontecer...

 

Numa recente viagem ao passado que fiz (daqui a uns dias faço um novo post sobre ela), confirmei tudo aquilo que te fiz passar (e que já escrevi num outro post) sem sentido, sem tu teres culpa nenhuma, sem eu querer que alguém passasse e muito menos quem amava...

 

Se soubesses o quanto desejo o teu abraço, Anjo, o teu simples abraço hoje...

publicado por Porque te amo... às 12:10
sinto-me...: triste,suicida
música: One (Metallica)

23
Set 08

Ser feliz...

Aqui estou eu para ti...
Para te amar, para te querer...
Aqui estou eu para te socorrer nos momentos em que o mundo te virar as costas...

Aqui estou eu porque te amo...
Estou aqui para te secar uma lagrima, ou fazer brotar um sorriso...
Estou aqui para te dizer a cada gesto que te amo...

(...)
Sinceramente, estou aqui para te amar...

(...)
Eu estou aqui, tao pronta...
Mas tu nao vens...
E a cada dia que passa é menos um dia...
E mesmo assim continuo a tua espera...

 

 

 

in Ser feliz... - Até onde puder ir...

 


Hoje decidi começar o meu post com um excerto de um texto de alguém que escreve... bem, escreve como pudeste ler em cima! (Espero que não te importes, Jo)

 

 

Já há vários dias que te tento contactar, mas tu não me respondes... e se calhar não fazes ideia do quanto me fazes sofrer com isso...

 

Será que não queres mesmo entender que não é por te distanciares desta forma que vou deixar de te amar ou pensar em ti?

Que não é por isso que te vou passar a odiar e esquecer-te?

Será que ainda não percebeste que penso em ti todos os dias?

Não queres mesmo entender o quanto preciso de ti?

Porque é que me fazes isto, baby? Porquê?

 

Eu não te quero mal e sei que tenho um casamento para gerir e recuperar, mas só a tua amizade já me contentava... sinto-me tão sozinha...

 

Tenho dias que já não entendo o que sinto por ti. Às vezes já não sei se é amor, dependência, paranóia, fixação, pancada, cegueira, pura estupidez... o amor tem destas coisas, confunde-nos... e chega a dar-me raiva não conseguir amar mais ninguém como a ti...

 

Sei que é errado amar-te e sei que o teu amor por mim já morreu, mas não consigo evitar nem te peço que me voltes a amar... por mais que isto me esteja a doer... já te disse que é das poucas coisas que ainda me faz sentir viva...

 

Estou neste momento a ouvir "You belong to me" dos Kelly Family, dá-me vontade de chorar... nós adoravamos ouvi-los e sei que pelo menos este gosto musical em comum ainda se mantém.

 

Esta altura do ano é tão dura, meu amor... e tu não queres entender o quanto preciso do teu ombro, tal como precisei à 11 anos atrás quando nos afastaram um do outro...

Lembras-te? Como poderias esquecer?...

"Um filho era a coisa que mais queria no Mundo e teria feito tudo para o criar contigo. Faria o que fosse preciso para o sustentarmos, (...)trabalhava dia e noite(...)." Estas palavras não me saem da cabeça nem do coração...

Como pude eu ser tão egoísta e influenciada? Como pude eu tirar-te este filho? Mas com 17 anos pouco ou nada se sabe e o pânico, a tua ausência e a pressão fizeram-me tomar esta decisão... abortei... um experiência indiscritível...

Já disse várias vezes que se o tempo voltasse atrás que voltaria a fazer o mesmo, mas... hoje já não estou certa disso... não depois das palavras que me disseste... hoje não há nada que mais queira do que ter um filho... ou poder dar-te o que te tirei... pedir-te desculpa é insignificante agora...

 

Sinto-me invadida por uma tristeza tão grande de não conseguir engravidar... nem para parir sirvo... o que ando cá a fazer então?

E como é que o meu próprio marido não consegue ver a tristeza que vai dentro de mim?

Oito anos de relação serviram para isto?

Como é que ele pode dizer que quer um filho e nem sequer se preocupa em perceber o que se passa para eu não engravidar?

Como é que ele consegue mostrar-se tão indiferente?

Estou a pagar pelos meus erros? Talvez... mas às vezes mais valia uma sentença de morte com pena aplicável de imediato...

 

Dá-me a tua mão, meu amor, preciso tanto de ti...

Hoje, agora, sempre... amo-te.

publicado por Porque te amo... às 12:17
sinto-me...: triste, magoada, decepcionada
música: Everyday (Phil Collins)

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO