...E um pouco por mim, numa tentativa (quem sabe vã) de aliviar o sufoco que sinto por te amar.

12
Out 08

Hoje estou meio perdida, mas não sei ao certo porquê...

 

Estou sozinha em casa, como a maior parte dos meus domingos, e é assim que me apetece estar mas sinto falta de uma presença... não sei, parece que quero e não quero ao mesmo tempo. É tudo tão estranho.... umpf....

 

Continuo a sentir tanto a tua falta, baby... tanto, tanto... e continuo sem perceber a tua atitude, ou talvez a não querer perceber?

Não, meu amor, não consigo aceitar... nem consentir... nem parar de chorar a tua ausência...

 

Gostava de parar de te amar, mas não consigo...

Gostava de te esquecer, mas o coração não deixa...

Gostava de te conseguir compreender, mas tu impedes-me...

Gostava que me amasses novamente, mas isso não se pode pedir...

Gostava que me resgatasses desta tristeza, mas tu não vens...

Gostava de continuar a sentir a tua presença, mas tu estás cada vez mais distante...

Gostava de voltar a segurar a tua mão, mas tu não me queres dar...

Gostava de ouvir a tua voz, mas hoje nem tão pouco sei se ainda respiras o mesmo ar que eu...

Gostava de te dar um filho, mas será que queres?

Gostava de partir, mas não sem te beijar uma última vez....

Gostava de saber se ao menos lês o que escrevo para ti e por ti, mas nem isso me deixas saber...

Gostava de parar de chorar, mas carrego demasiada tristeza comigo...

 

Apenas sei que não te esqueceste da nossa história nem sequer de como nos conhecemos, mas na verdade não sei se isso terá ainda algum significado... E sei o quanto desejo sentir o teu toque, sentir o teu cheiro, olhar para ti, estar ao teu lado.

 

Amo-te, anjo, amo-te tanto! Amo-te como nunca pensei ser possível amar alguém!

 

Porque rejeitas de forma tão cruel o meu amor?

Porque é que sinto o coração a acelerar a 1000/h cada vez que te vejo?

Porque é que sinto um frio na barriga quando estou contigo?

Porque é que sorrio cada vez que penso em nós? E logo a seguir me cai uma lágrima...?

Porque é que é só a ti que desejo desta forma?

 

O que é que eu ando a fazer aqui?...

 

 

Hoje desaparecia de bom gosto.....

publicado por Porque te amo... às 14:50
música: Eternity - Robbie Williams
sinto-me...:

02
Set 08

Ontem vi-te, meu amor! Estavas sentado na esplanada relaxado com um amigo. Não usavas gel e tinhas uma camisola de cavas, mostrando as tuas tatuagens a quem passava... como eu!

 

Mas tu não me viste, provavelmente porque não contavas em ver-me, e eu segui viagem contrariando a vontade de ter parado ali mesmo naquele instante...

 

Ao ver-te o meu coração alegrou-se, mas dos meus olhos cairam algumas lágrimas... quero-te tanto, baby...

 

Continuas distante e ausente, não me respondes a nada nem me explicas o que se passa, apenas te remetes ao silêncio... será que alguém te disse que o melhor para mim era afastares-te? Ou pensas tu assim? É mentira, meu amor! Quanto mais longe estás mais eu sofro... mesmo sabendo que por mais perto que estejas não serás meu nunca mais...

 

Por favor não continues a negar-me o maior prazer da vida: estar contigo, estar com quem amo. Por favor, dói demais...

 

Porque é que o amor dói tanto?

Porque é que eu te amo desta forma e não consigo parar?

Porque é que a vida me dá tantos pontapés e me obriga a levantar outra vez?

 

Responde-me meu anjo... dá-me a tua mão... nada faz sentido hoje...

publicado por Porque te amo... às 14:33
sinto-me...: perdida
música: If you give up
tags: ,

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO