...E um pouco por mim, numa tentativa (quem sabe vã) de aliviar o sufoco que sinto por te amar.

02
Set 08

Ontem vi-te, meu amor! Estavas sentado na esplanada relaxado com um amigo. Não usavas gel e tinhas uma camisola de cavas, mostrando as tuas tatuagens a quem passava... como eu!

 

Mas tu não me viste, provavelmente porque não contavas em ver-me, e eu segui viagem contrariando a vontade de ter parado ali mesmo naquele instante...

 

Ao ver-te o meu coração alegrou-se, mas dos meus olhos cairam algumas lágrimas... quero-te tanto, baby...

 

Continuas distante e ausente, não me respondes a nada nem me explicas o que se passa, apenas te remetes ao silêncio... será que alguém te disse que o melhor para mim era afastares-te? Ou pensas tu assim? É mentira, meu amor! Quanto mais longe estás mais eu sofro... mesmo sabendo que por mais perto que estejas não serás meu nunca mais...

 

Por favor não continues a negar-me o maior prazer da vida: estar contigo, estar com quem amo. Por favor, dói demais...

 

Porque é que o amor dói tanto?

Porque é que eu te amo desta forma e não consigo parar?

Porque é que a vida me dá tantos pontapés e me obriga a levantar outra vez?

 

Responde-me meu anjo... dá-me a tua mão... nada faz sentido hoje...

publicado por Porque te amo... às 14:33
sinto-me...: perdida
música: If you give up
tags: ,

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
24
25
27

28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO