...E um pouco por mim, numa tentativa (quem sabe vã) de aliviar o sufoco que sinto por te amar.

19
Ago 08

Este post é para quem diz que jamais perdoará uma traição...

 

É facil dizer que nunca iremos perdoar ou tolerar certas e determinadas coisas/acções/atitudes numa relação nossa, e eu era uma das que mais falava sobre isso, mas este baby sobre quem eu escrevo fez-me alterar tudo isso... por amor.


Sabes bem que ia acabar por falar nisto, pois não vale apena fingir que nunca aconteceu!

 

Quando assumi uma relação contigo já sabia que ser encornada era um risco constante, mas mesmo assim aceitei o desafio! Comigo ias ser diferente, pensava eu... e na verdade, até foste!

 

Apesar de estarmos perfeitamente equilibrados na relação, lá chegou o dia em que tu caíste na tentação já depois de me teres ido deixar em casa à noite... os teus amigos foram-te desafiar a casa e as gajas das noitadas lá apareceram, não foi? Pois é...

Não estou a atribuir as culpas às miudas nem aos amigos, porque na verdade quem fraquejou foste somente tu! Eras tu que tinhas uma relação assumida, não eles!

 

No dia seguinte estava a milhas de pensar no que tinhas feito, mas tu no alto da Serra contaste-me... perdido entre lágrimas que nem uma criança e pedidos de desculpa! Doeu-me tanto ouvir-te, mas o estado em que estavas denunciava o quanto gostavas de mim e de não ter feito semelhante asneira... eu tentei tirar uns dias para pensar se te desculpava, mas cada hora sem ti era uma agonia brutal e a verdade é que tu tinhas tido a coragem de me contar o sucedido antes que eu soubesse pelos teus amigos. Começava aí o meu dilema: amava-te profundamente, sabia que me amavas de volta mas tinhas-me traído mesmo assim! Quantas vezes mais é que o irias fazer se eu te perdoasse esta?

 

Amava-te demais para te perder por um deslize... e perdoei-te, esperando que tivesse sido uma vez sem exemplo. É curioso que quando te perguntei porque o tinhas feito nem tu próprio o sabias...!

Mas eu enganei-me e essa não foi a única vez... no entanto, uma vez mais, todas as vezes que o fizeste contaste-me na primeira pessoa... até que houve um dia que eu disse "chega!". Jurei-te que se voltasses a trair-me te entregava a aliança e nunca mais me vias!

 

Até que houve um maldito dia em que tu não me foste buscar e eu peguei nas minhas pernas e fui à tua procura no parque! Quem me mandou a mim sair de casa?!

Dois ou três amigos teus tentaram-me distrair à entrada, mas disfarçaram muita mal e eu topei logo que havia merda... meu dito, meu feito! Olhei lá para dentro e tu estavas agarrado a uma gaja encostados a uma máquina... parece que ainda te estou a ver agora (e também ainda não me esqueci da "puta dos lacinhos")... caiu-me tudo aos pés! As lágrimas rebentaram instantaneamente e corriam pela minha cara como um rio cheio de força... chorei tanto, baby... alguém teve a triste ideia de te ir chamar mas eu nem te podia ver à frente! Só me apetecia bater-te quando usaste o cliché "não é o que tás a pensar, 'mor"!!! AH POIS NÃO, ERA LÁ AGORA!!! Enfim... penso que a única coisa que consegui dizer-te foi que tinha acabado tudo e atirei-te a minha aliança acima. Virei costas e vim-me embora...

 

Uns dias depois vieste ao meu encontro na escola e mais uma vez eu não resisti... tudo o que mais queria era abraçar-te e beijar-te, por mais estúpido que parecesse! E voltei a perdoar-te e a usar a nossa aliança, ao fim de uma longa conversa...

Se a memória não me falha, esta foi a última vez que me traíste, felizmente!

 

Na altura não percebi, mas agora sei que só se tem a capacidade de perdoar uma (ou várias, neste caso) traição quando se ama uma pessoa de verdade.

 

"You're forgiven, but not forgotten"

 


Se me perguntarem se me doeu só a primeira vez? Não, doeu mais de cada uma das vezes.

Se foi fácil perdoar? Não, foi das coisas mais difíceis que já fiz!

Se me sentia bem ao lado dele quando passávamos por pessoas que o tinham visto a trair-me e sabiam que eu era a cornuda? Sim, custava, mas o meu pensamento era que eu tinha saído por cima porque ainda o tinha e ele estava a mudar.

 

Mas acima de tudo, o que me fez superar toda a dor era ter ao meu lado a pessoa que eu mais amava no mundo! E que ainda amo.

publicado por Porque te amo... às 15:50
sinto-me...: ansiosa
música: Baby I love your way
tags:

21 comentários:

perdoar é amar mas, não à custa de sofrimento reprimido

obrigado pela visita, estás cheia de emoção, ama por amar livre de preconceitos e amarras
Infiel a 19 de Agosto de 2008 às 17:24

Eu amo sem querer amar, amo porque sinto.
No entanto, a única amarra verdadeira que tenho é o meu casamento... :( Se este não existisse, podes crer que não iria haver preconceito nenhum que me impedisse de estar com quem realmente amo!


é a primeira vez que falamos, acho eu mas tenho de te dizer que, estás a fazer do casamento uma amarra preconceituosa

nada sei de ti, alem do que escreveste no blog (sim, li-o todo) e não entendi se estas ou estiveste gravida deste ou de outro mas, não é que me interesse, sómente porque a tua frase é dubia e criou uma duvida em mim

mas, voltando á traição: quem ama, não trai e quem ama, perdoa

Infiel a 19 de Agosto de 2008 às 19:00

Qual foi a frase que te deixou duvidas?


"a única amarra verdadeira que tenho é o meu casamento... :( Se este não existisse, podes crer que não iria haver preconceito nenhum que me impedisse de estar com quem realmente amo"
Infiel a 19 de Agosto de 2008 às 19:35

É pelo meu casamento que não vou atrás de quem amo.
Tenho deveres, obrigações e compromissos que tenho de respeitar...
Quem amo tem tatuagens, piercings, etc, e na nossa sociedade ainda são muitas vezes olhados de lado (pensei que eram esses preconceitos que te referias), mas se não tivesse um casamento para manter não ia ligar a nenhum preconceito desses e abraçava a felicidade ao lado dele. Garantido!


deixa-me ver se entendo:
amas alguem que a sociedade rejeita
casaste com alguem que te trai??

- independentemente de seres traida pelo teu companheiro ou por quem amas, o casamento é um contratco entre duas pessoas que só se deveria manter quando ambas o desejam

- o amor é muito mais importante que qualquer outra coisa neste mundo, nem os filhos deviam separar pessoas que se amam
é a tua vida e a de alguem que não se deve sentir tão amado como tu pensas que iludes
a ti e a ele

a vida é estar com quem se ama e que retribui esse amor, a sociedade sempre castrou o amor, todas as especies de amor

a vioda é tua, faz dela algo de que te orgulhes diariamente, não tenhas medo de mudanças nem de amar

Infiel a 19 de Agosto de 2008 às 20:58

Quando ele me traiu senti o mundo cair aos meus pés... ele nunca me contou... ele nunca admitiu... e é por isso que nao o consigo perdoar...

O saber que ele esteve com outra pessoa, que me mentiu para ir dormir com outra, que teve sentimentos, mesmo que so de atraçao por outra, magoam-me muito, e magoarao para sempre, passe o tempo que passar... Depois disso disse que me amava, mas nunca foi capaz de assumir ou pedir sequer desculpa...

Ele mudou a minha vida, mudou a Joana... agora estou sozinha porque nao consigo sinceramente acreditar...

Sei que estou errada...mas e tirar isto da cabeça e acima de tudo do coraçao? acho que ainda vou demorar muito a curar...

Mas gostei de teres partilhado a tua experiencia... apesar de nao concordar que quem ama perdoa... porque quando se ama, a dor é tao grande... ha quem diga " se fosse cmg desfazia-os" ... eu n tive reacçao...vim para nossa casa e chorei chorei chorei... estive mm mal... mas na minha cabeça, entendi que ele nao me podia amar, senao nao estaria com outra... e sabes que mais? ele semrpe negou, mas a verdade é que ja faz um ano que ele assumiu o namoro com ela... esta é uma muito pequena parte da minha historia... que quis partilhar ctg.. beijo grande e obgdo pelas visitas:)
Jo a 22 de Setembro de 2008 às 15:53

É uma dor enorme, mas se calhar a diferença está precisamente no facto do "meu" ter admitido e pedido desculpa de imediato... talvez tenha sido por isso que me foi mais fácil perdoa-lo?
Ainda hoje dói quando penso nisso, apesar de o ter perdoado e de já nem sequer estarmos juntos.
Não te vou dizer que precisas de voltar a acreditar, a seu tempo irás redescobrir o amor e amar quem realmente te merecer sem teres medo de nada.

Pois, acredito que por isso tenha sido mais facil pa ti perdoar... se ele admitisse e agisse cm o teu se calhar perdoaria, tal era o amor...

Tudo a seu tempo, tens razao :)

beijinho... e gostei mt do teu blog...
Jo a 22 de Setembro de 2008 às 17:49

Ao ler o que escreveste...meu Deus, revi-me!
Casei há oito meses e tambem sabia com quem tinha casado...e tambem achava que comigo que ia ser diferente. Mas não, a traição chegou uma , duas vezes, que eu saiba!
A desculpa é a bebida! E nós não temos desculpa? A nós tudo nos fica mal. São 5h da manhã, não durmo, há quatro dias que não como, e não controlo a vontade de chorar. Promessas e juras caiem em saco roto. O tempo dirá se fiz bem em dar mais uma oportunidade. Viver na desconfiança, não é solução, na mentira e na traição muito menos.
O que me doi para além da dor enorme que me rasga por dentro, é saber a mulher que sou e por quem foi trocada por momentos. Nem pensam na nossa saúde, não pensam em nada!
Depois vem o arrependimento( para mim fingido) e as juras que não volta a acontecer...pois eu até acredito no pai natal!
Alguem que me consegue ajudar a entender isto da traição, quando damos tudo de nós? Alguem conhece algum aformula mágica para atenuar esta dor?
Não, claro que não!
Sem querer damos connosco a pensar sempre no mesmo e a imaginar o homem que amamos nos braços de outra, o que fez, o que disse....
Meus Deus, não mereço isto, tu não mereces....tantas que não merecemos....
Culpa? temos sim....a de perdoar e a de acreditar...e a de n~ºao consegir pagar da mesma moeda....

Beijo grande
Maria a 2 de Dezembro de 2008 às 05:16

Maria
A tua dor eu entendo e bem. Acredita uma coisa por mais que te doa, quem trai uma vez, trai sempre. Já tens o exemplo. Quem mente uma vez, mente sempre.
acho que a solução passa por nós Mulheres com M grande, vamos todas dar o troco. É o que eles merecem. Quem ama não trai! não pensam que podem arranjar problemas de saude muito graves ás mulheres que os amam e respeitam. De nós não merecem mais nada. Não acredites Maria, eu tambem já não acredito no Pai Natal.
Dá a volta por cima Maria, nota-se a tristeza nas tuas palavras. Parte para outra, nem que seja ficar sózinha por um tempo, mas não permitas mais ser enganada, usada e traida.
Temos que nos respeitar a nós próprias!

Um beijo muito grande de outra mulher traida

Carla
Carla a 2 de Dezembro de 2008 às 05:44

Carla, também a ti: obrigada pela visita!

Se na Maria se nota uma enorme tristeza nas palavras, nas tuas é uma grande força mas talvez impulsionada pela revolta!

Não deixas de ter razão no que dizes, mas compreende que não é fácil partir para outra ou sequer trair de volta! E não é isso que nos atenua a dor... além de que isso só vai levar à destruição do que quer que seja que resta no casamento da Maria. Não acredito que seja isso que ela quer!
Mesmo correndo o risco da traição voltar a acontecer...

Nada disto é fácil, muito pelo contrário...


Bjs

Maria, antes de mais, obrigada pela visita!

Como deves calcular, sei bem o que sentes... e sei o quanto dói... da mesma forma que sei porque o perdoaste, claro.
A bebida é a desculpa mais esfarrapada que conheço... desculpa a franqueza, mas ele foi muito básico...

Se fizeste bem em perdoá-lo? Ninguém sabe, é como tu disseste: só o tempo o dirá. Eu também perdoei... preferi viver na desconfiança eterna do que viver sem ele, amava-o demais para o perder "para outra".
E também eu sabia a mulher que era e que não lhe faltava com nada, mas acho que nem sempre a traição tem explicação. Às vezes é tentação, outras provocação, outras cedência a um impulso... sei lá... pode-se "inventar" tantas desculpas...

Tem calma, querida, tudo há-de passar. De nada te vale ficares sem comer nem sem dormir, mas compreendo que não consigas... apenas te leva à auto-destruição.
Experimenta isto: arranja um grupo de amigas/os, arranja-te para que olhes ao espelho e digas "estou um espetáculo!" e sai à noite! Diverte-te sem o teu marido ao lado, ri-te, brinca e dança até à exaustão! Esquece-te dele por uns momentos e faz o que mais gostares, mesmo que no fim da noite te dê vontade de chorar. Se tal acontecer, deixa as lágrimas cairem... não faz mal e nesta fase é natural que aconteça... mas repete esta "dose" várias vezes, para que ao menos nesses dias chegues a casa tão cansada que só consegues mesmo é dormir!

Não te culpes pela traição, nem percas mais tempo a pensar nos "porquês"... de nada te serve, pois as respostas talvez nem sequer existam.

Força, muita força para superares esta fase difícil. Tudo há-de passar, acredita!
Estou aqui para o que precisares... não hesites!


Beijinho do tamanho do Mundo!

Obrigada o fundo do coração. Estou sentada no sofá e tenho-o á minha frente e na minha cabeça só passam imagens que não vi mas que sei terem acontecido. Estou a marterizar-me eu sei, mas não consigo pensar em mais nada!
Peço ao tempo que me ajude, mas tenho medo. Ele sempre foi de trair, beber...agora desde que a bomba rebentou não sai quase de casa, não bebe...fala a experiência que é só por agora, mais tarde ou mais cedo volta. Estou a trabalhar e tenho que ir chorar para a casa de banho, se ele me toca afasto...já não sei se faço bem, se faço mal...já não sei nada!
Acreditem que até sou uma mulher bonita, não me fica bem dizê-lo, mas sei que sou...e fui trocada por uma mulher que nem fisicamente nem a nivel de educação vale nada. Bebe mais que um homem, consome drogas....porquê meu Deus? Faz parte de um antigo relacionamento dele do qual existe um filha que ele nunca quis, mas assumiu. A criança não tem culpa!
É bom saber que desse lado está alguem que me entende e ouve.
Doi tanto!!!!

Beijo muito grande

Maria

Maria a 2 de Dezembro de 2008 às 21:07

Então Maria, estamos melhor?

Antes de mais, não tens que agradecer nada... estamos aqui para isso mesmo: partilhar experiências, dar apoio, ouvir conselhos, etc!

Em segundo: nunca é demais repetires para ti própria e para quem ouvir (ou ler) o quanto és linda e magnífica!

Quanto ao resto... pois... só mesmo o tempo... mas penso que o primeiro passo era deixar a bebida, já que isso que lhe deu a fraqueza. E não enchas o pensamento com o facto de ela ser o que é ou como é... de nada te ajuda, muito pelo contrário!
É natural que rejeites o contacto dele, acho que todas fariamos o mesmo. E a ele faz-lhe bem também, para ter a certeza que tu não és "uma qualquer". És mulher dele e ele deve-te respeito...

Muita força e mantém a esperança viva... pois sem ela nada vale apena!


Beijinho grande e sempre que precisares... nem penses duas vezes!

Há dias momentos como o de hoje em que as lágrimas teimam em cair e nada, mas mesmo nada as faz parar.
Deito-me a pensar e acordo a pensar na dor traição...sei que me estou a destruir, tenho pefeita noção, por enquanto ainda tenho!
Estou muito dividida no que fazer, ficar ou sair deste casamento. Ele sempre foi assim e quando tudo indicava que comigo ia ser diferente, a história repetiu-se. Se sair não dou o benificio da duvida, se ficar vou viver na desconfiança e correndo o risco de voltar a ser magoada e traida.
Deus me ajude, já que eu não sou capz.
Mais uma vez amiga, que estás desse lado muito obrigada.
Beijo

Maria
Maria a 7 de Dezembro de 2008 às 14:45

Não vai ser fácil, Maria, mas as lágrimas hão-de acabar por secar. Até lá deixa-as cair...

Compreendo tudo por que estás a passar, e as imagens não são fáceis de sair nem a imaginação deixar de correr. Tens de ter paciência...

Na minha singela opinião, acho que devias correr o risco de uma segunda oportunidade, pois é notório que o amas muito ainda no meio da dor toda que ele te provocou... e eu acho que se deve lutar até ao fim pela pessoa que se ama. Foi por não lutar que perdi o amor da minha vida e acho que só depois de morrer é que me vou perdoar por isso...

Não cometas o mesmo erro... segue o coração, mesmo que a cabeça te diga o contrário!

Vou estar sempre aqui, amiga... ;)

Falar de traição é muito dificil,pois quando vc começa uma relação espera que seja amor verdadeiro e puro se envolve e se entrega de corpo e alma as vezes ate aceita alguns defeitos,abre mão de amigos e outras coisas importantes por amor ,aí quando pensa que esta bem,derepente esse grande amor vc percebe que so vc sentia.Aí vc se sente sem chão sem ar e sente uma tão grande que vc ñ consegue se expressar a ñ ser sentir.essa é dor que vc sente quando acha que tudo ta perfeito e derepente descobre que foi traída,a minha foi inesplicavel, pois a minha vida era ele e derepente a minha prima e melhor amiga apareceu gravida dele...
Todos me diziam de mas uma chance a ele,porém mais uma vez eu pensei nela e dexei ele para ela,hoje eu percebo que tudo poderia ter sido diferente se eu tivesse dado a ele uma segunda chance...
"Que pena mas o tempo ñ volta mais"
luci a 29 de Abril de 2010 às 16:37

ola sou casada a quase dois anos, amo o meu marido demais, casei por amor, faco tudo por ele, sou uma mulher bonita e na nossa cama nao tem tabus, faco os possiveis p tar sempre bem arrumada e perfumada para ser a perfeita dona de casa mais tb tenho consciencia q ninguem e perfeito e tb tenho as minhas falhas, a quase um mes q descubri q o meu marido arranjou uma amante, o meu mundo desabou a dor e tao grande q quase ja nao cabe no peito, ele ja pediu desculpas, disse q eu iria sair de casa ja fiz td mais eles continuam juntos com menos intensidade mais ainda encontram-se, tenho o nr dela de telefone, mais nunca telefonei p ela, ja descobri aonde e que ela trabalha, mais nao e do meu caracter fazer escandalo, fico cm o nr a ppensar ligo ou nao, ja nao sei o que fazer, mais quero dar uma oportunidade ao meu marido, com tudo isso to uma mulher triste, acho que perdi o brilho no olhar, tento fingir que esta td bem mais a vezes que nao consigo, a minha vida agora e so chorar pelos cantos, ajudem-me por favor so nao quero perder o homem que perder o homem q amo sem lutar, mesmo que esta luta seja permanncer calada a espera q esse relacionamento acabe
elizabeth a 19 de Janeiro de 2011 às 10:14

Oi gente. Eu vivo maritalmente a 5 meses, mas a nosso relacao é de 6 anos e 7 meses. Amo muito o meu marido, mas nos 5 meses em que vivemos juntos ele mostrou-me o seu outro lado. O de um homem infiel. Pequeno desentendimento que temos ele dorme fora de casa. E no inicio nao imaginava k nessas noites ele passava com a amante. Certo dia descobri msgns no cell dele, falei cm ele acerca do assunto e desmentiu. Afinal de contas a tal é uma colega dele do serviço. Pronto deixei passar sem saber k o pior ainda estava por vir... certo dia peguei no cell dele e mandei uma msgm para a amante cmo se fosse ele a acabar cm a relacao e ai ela falou de coisas k me surpreenderam. Foi ai k descobri k as noites k passava fora de casa, as passava cm ela. E dia seguinte era aniversario dele, acreditem, ele saiu mais cedo de casa so p nao sair ao msm tempo cmg alegando k ia trabalhar mas foi ter cm ela e a disse k nao foi ele kem mandou as mensagens. Passaram juntos todo o dia e noite do aniversario dele. E no dia dos namorados tbm estiveram juntos a noite toda. E eu fikei sozinha em casa rebolando na nossa cama. E ele sempre esconde o cell as vzs tira o cartao do cell e esconde. Ontem cnsegui encontrar o cartao e kando meti-o no cell descobri k o meu nr ja nao vem gravado e o dela vem escrito um adjectivo carinhoso. Por conscidencia minuts depois entra uma chamada dela, atendi-a e disse p k nao ligasse p o meu marido pk nakele momento ele estava cmg. E ai ela disse-me k no dia dos namorados passaram a noite juntos e k prefere ser amante dele do k esse sofrimento k estou a passar. E ele dsmente estar cm ela pk segundo ele eu nunca o encontrei cm ela. Ja cansei de tanto sofrimento. Ja vi k ele ja nao me ama o k nao entendo e sempre lhe pergunta é o pké de nao me dar um fora de encontrou alguém k o faz feliz. Pk se nao o fizesse nao estaria cm ela até hj depois de tantas brigas k tivemos por causa dessa mesma pessoa. O que faço me ajudem.
Sheila a 18 de Fevereiro de 2017 às 05:40

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
16

17
20
21
22
23

24
25
26
28
30

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO