...E um pouco por mim, numa tentativa (quem sabe vã) de aliviar o sufoco que sinto por te amar.

14
Ago 08

Amar é sentir a falta de alguém como eu sinto a tua, baby.

Amar é perceber com um olhar que mesmo com 10 anos de afastamento, quando te olhei a primeira vez os joelhos tremeram e o coração parou uns segundos e depois acelerou a 1000 à hora.

Amar é sentir um frio na barriga de cada vez que marcamos um encontro às escondidas.

Amar é sentir a adrenalina a disparar quando estou contigo.

Amar é ter vontade de chorar cada vez que te deixo e não sei quando te volto a ver.

Amar é ansiar por uma palavra tua, um toke para o tlm, uma sms, um email ou ver-te online no msn... todos os dias.

Amar é não conseguir resistir a um beijo teu ou um convite para nos encontrarmos.

Amar é arriscar o que eu arrisco cada vez que te vejo.

Amar é desejar o teu toque no meu corpo todos os dias.

Amar é pensar em ti antes, durante ou depois de ter relações com outras pessoas.

Amar é, simplesmente, o que não consigo de deixar de sentir por ti...

 

Não és a minha alma gémea, mas és a minha cara-metade... disso não tenho dúvidas!

publicado por Porque te amo... às 17:46
sinto-me...: A precisar de ti
tags:

Deve ser a única coisa que não me lembro de nós: como tudo começou.

 

Mas sei como acabou... agora sei porque me deixaste de forma tão cruel (no meu pensamento) com um filho teu na barriga. Doeu tanto saber a verdade, meu amor... Doeu tanto saber que querias este filho mais do que tudo, doeu saber que farias tudo por nós, doeu ainda mais saber que nos separaram à força quando tudo o que mais queríamos era ficar juntos...

 

Ninguém me conhece como tu, ninguém lê o meu olhar por detrás de um sorriso triste como tu... e ninguém conhece cada centímetro do meu corpo como tu.

 

A nossa história não foi muito longa, é verdade, mas foi intensa!

Tu eras um desafio constante, tive de lutar por ti todos os dias porque ao mínimo deslize... estava tudo estragado!

Por ti lutei para me manter bonita e arranjada, por ti lutei contra os meus pais, por ti lutei para que não fosses na má conversa dos teus "amigos" e... não me senti sequer cansada! Fi-lo por ti, por mim e por nós...!

 

Acho que na altura nem percebi o que sentia por ti, apenas sabia que me sentia feliz e completa.  Somos tão diferentes, mas davamo-nos tão bem! Quando te perdi o meu mundo desabou... tentei amenizar a minha dor envolvendo-me com outras pessoas, mas tudo não passou de ilusões e desilusões! Ninguém te podia substituir...

 

Com o tempo fui-me desprendendo de ti e do que sentia, mas a dada altura voltaste a entrar dentro de mim e a invadir-me os pensamentos. A dúvida sobre o que nos tinha acontecido assolava-me diariamente, eu precisava de saber! Eu precisava de virar essa página do meu passado! E foi aí que comecei a procurar-te outra vez e não desisti até te encontrar!

 

Pensava eu que apenas ia ter uma conversa com um velho amigo...

 

publicado por Porque te amo... às 13:56
sinto-me...: Com saudades!
tags:

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
16

17
20
21
22
23

24
25
26
28
30

31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO